27 setembro 2013

Ai como fazem falta profissionais do serviço público: a minha comezinha teoria sobre a quebra do rating

Eu tenho uma teoria sobre a deterioração da avaliação das agências. Como a crise no governo ocorreu em véspera de férias, ninguém se preocupou em informar e esclarecer as ditas agências sobre a superação da mesma, daí resultando esta amarga notícia. Para muitos, a praia estava primeiro. Partiram em tropel para os cremes protectores, esquecendo-se do importante. Aí, como são desleixados os "assessores" ad-hoc e que falta fazem os verdadeiros e únicos servidores do Estado, ou seja, os funcionários públicos.

1 comentário:

Conservador disse...

Discordo.
A crise só significou que ... pode haver outra pois não se coíbem de semana a semana mostrar fricções.
Aliás, foi o erro de Portas...pois acha que a política da táctica, da forma vigora lá fora.
Vamos ser claros:
1.- Que fez Portas no MNE?
2.- Que fez Portas sobre o rascunho da reforma do Estado?
3.- Portas caminha sob o interesse público?
Estes três pontos servem para cada militante do CDS reflectir num partido que não tem ideias (antes tinha-as recolhidas do liberalismo e do conservadorismo) e que gira em torno de um "guia"...só que nas eleições não há acólitos para fazer perdurar o grande timoneiro.
O CDS sujeita-se a ser o FDP (partido liberal que estava no parlamento alemão há mais de 45 anos).