08 julho 2013

O sobressalto cesarista


O anti 15 de Setembro, o Thermidor da contestação sem rosto e das grandoladas, o pontapé na porta da lamúria, a impotência das instituições e do burguesíssimo bom senso perante a vontade de um homem. Contrariando o parece-mal, tivemos uma semana cheia de sobressaltos e momentos de verdadeira comoção bonapartista. Assim, vale a pena. Que venham mais, depois de 40 anos de figuras e lances que, de tão pequenos, não cabem no rodapé das coisas que merecem ser lembradas.


3 comentários:

Lionheart disse...

Veja os comentários. O "povo" a desabafar. Como é que os políticos se prestam a esta "interactividade"? Esta coisa do facebook, em especial o público que atrai, é completamente reles. e Pela reacção de ontem nos Jerónimos, com os aplausos a Passos e Cavaco, percebe-se que os próximos tempos serão muito difíceis para Paulo Portas. Quem dele não gosta dele tudo fará para que se espalhe, com a maralha tuga a aplaudir...

https://www.facebook.com/pauloportasCDS

Carlos II disse...

Prá frente!

Nelson Marques disse...

A comparação parece-me desadequada. Napoleão, até ao fim, suscitava as maiores paixões, não só entre os franceses mas também entre aqueles que, vitoriosos, se encarregaram posteriormente de o "elevar" à categoria de anti-Cristo. No entanto, entre franceses, o que interessava era a CAPACIDADE de Napoleão em levantar um exército de 100 000 homens e, atrás de si, o levar a qualquer lado. Daí o medo e o desterro. Ora PP não leva nada atrás de si agora, se não o cheiro da traição. E traição, para além de questões de semântica, entre compatriotas é uma coisa deveras chata.

1 bem haja