21 junho 2013

Prosas barbaríssimas da bela língua portuguesa

"Suponha Vossa Excelência um gorila; mande a um tosquiador de carneiros que da cabeça do gorila faça desaparecer todos os pêlos; em seguida, mobilizando todos os recursos científicos dos veterinários, veja se consegue que a capacidade da respeitável pança do bicho seja elevada a uma potência de expoente igual ao infinito; ascendendo às eras mitológicas, some a sensualidade macacóide à dos faunos cornígeros; mande pintar de branco o produto assim obtido; coloque este conjunto diante de um maço de notas de banco e de uma mulher, observe-lhe os movimentos nesse transe e terá a ideia do que é José Correia, cónego da Sé Catedral, professor do Instituto Caboverdiano, presidente da Comissão Municipal de S. Nicoloau, etc, etc..."

Baltasar Lopes da Silva, Cónego Correia, mulher e filhos ou carta aberta a S. Ex.ª o Senhor Governador da Província de Cabo Verde, Lisboa, Imprensa Beleza, 1929

Sem comentários: