17 junho 2013

O Reino de Ferro


Uma bela história do coração da Europa feito império, agora parcialmente acessível através do Google books, imprescindível para compreender o comportamento da Alemanha, duas vezes derrotada enquanto "perturbador continental" e agora reerguida como mentora do unionismo europeu. Uma potência como a alemã - com o seu passado de derrotas clamorosas e dissimulada auto-estima - não deixará de lutar até ao limite pela sua ideia de Europa. Um povo determinado, de imensa coragem holística que mantém, não obstante ser a quarta potência industrial do planeta, uma visão quase camponesa da existência. Com ou sem Merkel, a Alemanha vai continuar a dirigir o processo que ditará o fim ou o sucesso de um conceito de Europa por ela inspirado. Obra a não perder.

3 comentários:

Arun Mai disse...

The book is a good one maybe, maybe it´s not.
However, your choice for a sound background is not exactly a lucky one. Prussia and Germany are two different things… and the “values” expressed in this schmaltzy and kitschy video date from a day before yester-year.
Besides, there are errors in the translation too, like at 3:35. The expression “mit den ersten Völkern gehen” means something like “to advance along the foremost people”, probably like the British and French.

Combustões disse...

Sicher gibt es unterschiede zwischen Preußen und Deutschland, aber dieses Buch widmet die Hälfte seines kurses, um die transformation von einer der vielen deutschen Staaten im Deutschen Reich. Wie für das Video, ich habe keine besten verfügbaren gefunden.

Duarte Meira disse...


Caro Miguel:

Há um outro povo,nunca vencido da Alemanha ou da França, que também conserva uma "visão quase camponesa da existência": mais a leste...