01 maio 2013

Grande triunfo de um povo sobre a agressão externa


As notícias chegadas da frente de combate na Síria não podiam ser melhores; fragorosas derrotas para os terroristas, ofensiva generalizada do Exército Árabe Sírio em direcção à fronteira turca, definitiva limpeza das fronteiras com o Líbano e a Jordânia, retirada dos islamistas dos postos que haviam tomado no deserto sírio-iraquiano. Em Washington, fala-se de armas químicas, desenvolvendo o lóbi pró Al-Qaeda intensa actividade tendente a uma intervenção militar dos EUA e restantes parceiros ocidentais. Os arautos das guerras para espalhar mercado calaram-se subitamente. Tudo indica que falhou o assalto à Síria e a doutrina do Pentágono que acariciava a ideia da instalação do caos no Médio Oriente para, assim, caucionar a entrada em cena da novel aliança entre Israel e a Turquia. A guerra justa e defensiva que se trava naquele ponto do planeta é, sem dúvida, uma tremenda lição de coragem. Afinal, as boas causas tudo sobrelevam.

5 comentários:

José Lima disse...

Exemplar a resistência do povo sírio contra a inqualificável agressão que lhe foi movida do exterior.

José Lima disse...

Exemplar a resistência do povo sírio contra a inqualificável agressão que lhe foi movida do exterior.

Luís Lavoura disse...

As notícias chegadas da frente de combate na Síria não podiam ser melhores;

Onde estão essas notícias, que não as encontro? Pode dar referências?

Combustões disse...

Luís Lavoura
Leia a imprensa séria, aquela que não vive dos mentideros da Wall Street e das alfurjas da city londrina; a saber, a CCTV-4 e a RT.

jakim disse...

Ao Lavoura, coitado, está-lhe a doer a costela judaica.