16 maio 2013

As vergonhas hollandinas


A França, campeã emérita das "boas causas", tomou há meses a decisão de facultar ajuda humanitária  às populações das "zonas libertadas da Síria", ou seja, às populações submetidas à sharia imposta pela Al Qaeda. Fabius, que não se devia envolver pessoalmente em qualquer iniciativa do Quai d'Orsay, conhecida a sua fidelidade genética a um dos actores em evidência na região, passeou-se pelas capitais do Médio Oriente e declarou então que não haveria, por ora, qualquer apoio militar aos terroristas. Ora, uma grande mentira exige, sempre, uma grande prova. Ontem, uma das colunas "humanitárias" francesas cruzando territórios sob controlo dos jihadistas, foi atacada pela força aérea síria. Os camiões saltaram estrepitosamente em cogumelos de fogo. Iam atestados de munições, armas automáticas, foguetes anti-tanque, minas anti-pessoal e outra "ajuda humanitária".

Sem comentários: