28 janeiro 2013

Se um comunista lhe falar na PIDE, mostre-lhe este filme

4 comentários:

jorge.oraetlabora disse...

Belo trabalho, Miguel ! Mais um documento excelente !

É preciso conhecer a memória dos tempos. Estas barbaridades diabólicas não podem ficar retidas no silêncio ! Mas é preciso dá-las a conhecer aos mais novos, para que saibam o que são os horrores do maldito comunismo !

Isabel Metello disse...

Miguel, foram/são uns monstros! Juro que não entendo que diferença existe entres estes seres fétidos e outros de igual essência de qualquer outra cor/etnia/ideologia política. Só quem defende interesses é que não denuncia as atrocidades cometidas no Pretérito Perfeito e no Presente do Indicativo por bestas de qualquer variante! Em que é que As Vítimas dos regimes sanguinários stalinista/ cubano são distintas dos regimes sanguinários nazi/Pinochet?! A PIDE perto destes crápulas era uma "aprendiz de feiticeiro", embora fossem uns brutos (conheci uma moça portuguesa que ficou com fobia social por ouvir os gritos na sessão de tortura do Pai pela PIDE; conheci outra Ucraniana que tb ficou com a mesma fobia social por assistir aos gritos durante a sessão de tortura do Avô...) que tb cometeram muitas barbaridades, mas o que mais estranho é que muitos "revolucionários" sacralizados neste café do Renée (excepto um, que cá queria instalar este regime- ó que alma tão nobre!...) tenham conseguido exilar-se en Paris e esconder-se numa pensão da Duque de Loulé e ainda se gabem do feito! Se fosse com as SS/Gestapo, a STASI ou o KGB, eu queria ver se escapariam- nem que se escondessem nos esgotos do Convento de Mafra! E o mais estranho é que os seus bens não foram confiscados, mas já nas nacionalizações muitos bens de muita gente foram-no!!! Resta saber em benefício de quem e por que é que o Estado Português não os devolveu aos legítimos proprietários! è mais um "Mistério" da cidade "de Sintra"

simon disse...

E isso onde foi? Já a Pide atuou aqui, em Portugal, não foi? Ou havemos a propósito buscar Gaza e o Vietnam?

simon disse...

E em toda a parte a prepotência é rasca e sem pudor .