18 janeiro 2013

Os números não mentem


Com o regresso aos mercados quase assegurado até ao verão, as exportações a atingirem 40% do PIB (contra 28% em 2009) e o défice a baixar para os 5% (contra 11% em 2010), não sei como poderá alguém minimamente responsável e honesto contestar a governação de Passos Coelho. Não fosse a proverbial tríade fatal que assola o carácter da generalidade dos portugueses (a inveja, a mesquinhez e a ingratidão), pechas que se resolveriam numa geração mediante a educação pela competição e pela promoção dos melhores e já alguém se teria atrevido colocar o Primeiro-Ministro no rol dos [poucos] estadistas que esta terra produziu nos últimos 100 anos.
Há uma diferença entre políticos e estadistas. Os políticos manobram em função do bom vento, acompanham o ritmo das marés e das correntes, manipulam, consensualizam, compram e submetem-se às paixões, às "indignações", aos lóbis e às pressões; os estadistas, esses, são extravagantes, determinam a ordem futura dos acontecimentos. Afinal, os "miúdos" do governo estão a fazer aquilo que tanto sábio, tanto grande senhor e tanto "histórico" não tiveram sequer coragem de iniciar. Depois dos rapapés de Hollande, deve andar por aí muito boa gente com um sopro no coração.

4 comentários:

António Bettencourt disse...

À custa de um desemprego inacreditável e de um verdadeiro assalto fiscal à classe média e o seu empobrecimento generalizado. Assim também eu, você, o merceeiro da esquina ou qualquer dona de casa.

E a ver vamos, no final, em que vão resultar as opções políticas governo. Se resultarem mal, é claro que a culpa vai ser dos sindicatos, dos comunistas e criaturas afins.

commonsense disse...

Com a economia a retomar, há quem receie que o bem estar económico regresse às famílias e às empresas antes da próximas eleições legislativas e que o PSD possa vir a ganhá-las com Passos Coelho na liderança.
Vejo este receio na oposição, mas também em alguns do PSD.

alberico.lopes disse...

commonsense:é por isso que a bruxa fleite, o sacristão bagão,o irrequieto marcello e uma grande comandita comandada pelo sabujo ex-trotkista pacheco, tentam abater o pobre do Passos!Mas ele é de boa têmpera, pois para lá do Marão saem HOMENS dos 4 costados!E não se vai deixar levar por essa quadrilha em que os ladrões dos soares e quejandos o querem aprisionar!Vamos conseguir e depois vamos ver quem ri melhor:se essa gatunagem ou quem trabalha em prol do futuro!

reine margot disse...

António Bettencourt, duvido que conseguisse fazer sequer um duodécimo quer na mercearia e na sau casa!...Quanto amis em milhões de milhares... - experimente estar com dívidas, sem cash, e sem hipótese de fazer dinheiro, que não seja vender património ao desbarato..- Vá experimente, e depois diga-me como se resolve a questão! eu passei por isso em 2003, e demorei sete anos de escravidão até conseguir voltar a respirar e a dormir bem... comentar é muito fácil!