04 janeiro 2013

Camilo Lourenço


Sem rebites de afectação dita "académica", sem a torrente de citações, teorias, escolas e pensadores da economia, uma obra desassombrada, clara, radical e impiedosa que merecia ser lida por todos. Camilo Lourenço propõe o indizível, faz o impiedoso diagnóstico de bisturi em punho, desmonta os lugares-comuns e as superstições que nos empurraram para a terceira bancarrota em três décadas, oferece, compara e interpreta números e estatísticas (o terror dos nefelibatas) e sugere mudanças. Camilo não é bem quisto pelos papagaios alienados, não se compraz com as jeremíadas do muro das lamentações, não se resigna à instalação de uma mansa decadência. Aqui está um homem que poderia dar cartas na governação.

3 comentários:

GAVIÃO DOS MARES disse...

Camilo Lourenço disse, no programa Prova Oral, da Antena 3, que esta nossa tolerancia com as más condutas que nos trouxeram aqui se deve à ausência de consciência social. Deu como exemplo a força e independência do Banco Central Alemão que lhe é dada pela opinião publica .
Os países da crise são os países católicos da Europa (e não os países do sul).
Estarão o catolicismo e a Igreja desta tolerância para com as más práticas: perdoa-se tudo -perdoai-lhes Senhor, que não sabem o que fazem.
Já o Antero de quental apontava o catolicismo como causa da decadência peninsular. edward Gibbon, no séc XVIII apontava o cristianismo como causa da decadência do Império Romano.
Pelo contrário o calvinismo produziu os países do noe e os EUA.

Duarte Meira disse...


Podia também citar As Contas Politicamente Incorrectas, de Ricardo Arroja.

Diagnósticos de bom fundamento e bom juízo não faltam, começando nos escritos de Medina Carreira. O que falta é autoridade, vontade bem orientada e bem executada.

Uma palavra ao Catatau dos Mares, que navega desorientado: então a Grécia é um país católico ?... E a Baviera do partido social cristão, exemplo modelar europeu de prosperidade no pós-45, é um Estado "calvinista"?...



GAVIÃO DOS MARES disse...

A Grécia é pior, é ortodoxa.
E A baviera tem lá calvnistas que cheguem para vigiar a coisa