21 janeiro 2013

A vida íntima dos políticos


Mais de 400 amantes ocasionais, cinco amantes oficiais, cinco filhos do casamento com Dona Rachelle, um filho legitimado e seis outros fruto de aventuras e paixões extraconjugais, a vida de Mussolini reúne matéria para mil romances de aventuras e, porque não, de novelas eróticas. Ao contrário dos ditadores do seu tempo, eremitas quase assexuados, Mussolini, "padre di famiglia", trabalhador infatigável e incontestado Duce da Itália, ainda tinha tempo para separar as pesadas responsabilidades da governação com mil e uma escapadelas nocturnas. A biografia erótica de Mussolini, que faz furor em Itália, não tem, contudo, o tom reles das aventuras de Berlusconi. Era um segredo de Estado à latina, um segredo que todos comentavam, fonte de admiração para os homens, devaneio e fantasia para as italianas que o consideravam um vero uomo. De Roberto Olla, uma excelente companhia para os curiosos da vida dos grandes estadistas.

Sem comentários: