24 maio 2012

O cafajeste Carlos Marques


Afinal, está vivo o comensal de Engels e trabalhador intelectual que nunca entrou numa oficina - Paul Johnson dissecou- o até às vísceras - o tal que casou com uma mulher rica e recomendou às filhas que seguissem as suas pisadas; o tal que teve ao seu serviço uma pobre criada durante 45 anos sem nunca lhe ter pago um penny; o tal que teve um filho da dita criada, mas impôs como regra que o rebento jamais entrasse pela porta da frente e não ousasse passar da cozinha; o tal que tinha um ódio profundo aos da sua própria raça e escreveu a "Questão Judaica" uma geração antes de Hitler. Vive em Minas Gerais e lá poderão ir de raqueta em punho os nossos nostálgicos dos amanhãs cantantes fazer o lanço de quem dá mais para o ter como cabeça de cartaz.

1 comentário:

Pedro Leite Ribeiro disse...

Olha! Aí está ele! Mas agora com uma aparência bem mais proletária! :D