22 maio 2012

Modas


Há décadas atrás, dedicavam-se centenas de estudos à história do socialismo, sobretudo ao marxismo, num tempo em que o marxismo era o futuro radioso que à humanidade esperava. Hoje, os estudos sobre o socialismo são menores e irrelevantes. Estão confinados a crentes e activistas sectários, demonstrando que as ideias passam, os modelos interpretativos esgotam-se na sua historicidade e não há fim da História. Dentro de vinte, trinta ou quarenta anos, as pessoas rir-se-ão dos apaixonados debates que hoje travamos.

Sem comentários: