23 dezembro 2011

O que está para além da biologia

Hisahito, futuro Imperador do Japão

O tempo passa, os homens envelhecem e a biologia faz o seu curso. Nas monarquias, os reis são eleitos todos os dias e em vez das urnas [dos votos como do luto] pulsa no coração da nação e do povo a unidade que não se discute, a liberdade que não se se questiona. Akihito prepara-se para o momento em que fechará os olhos. O Trono do Crisântemo será um dia ocupado por Hisahito, 126º de uma linha ininterrupta de imperadores. No Imperador está toda a história, toda a literatura, o teatro, a música, as artes, a língua, as instituições  de um povo. Sem eles, não há cultura, mas modas; sem eles, não há história - que é a de ontem, de hoje e de amanhã - mas apenas momentos. A monarquia é, para as sociedades e para os homens, o que a religião representa para o espírito e o pensamento para a inteligência. Só quem não compreende isto se atreve insurgir contra a necessidade biológica, social, cultural e espiritual da Restauração.

1 comentário:

Pedro Botelho disse...

«Os reis são eleitos todos os dias» é um slogan pachola. A cardiologia que explica porque é que não são precisas eleições para eleger é que já deixa um pouco a desejar.