09 outubro 2011

A CNE não manda calar os ditadores mediáticos ?

Um domingo de escândalo. As estações pública e privadas não pararam, desde as 8 da manhã, a soez campanha contra Jardim. A barragem de artilharia dura há 11 horas e não dá sinais de trégua. De facto, hoje foi o último dia da campanha eleitoral, com as tv's em uníssono a tomar partido contra um dos candidatos. É assim que trabalham as curibecas. Esta democracia precisa de uma grande reforma, do tecto às fundações !

10 comentários:

António Luís disse...

De acordo!
Que não se goste de AJJardim é uma coisa, agora que houve uma campanha total contra o homem lá isso houve, por mais que custe a admitir a muito boa gente!

Cumprimentos.

Isabel Metello disse...

Completamente de acordo- a falta de isenção foi escabrosa! é o que dá confundir-se embirrações pessoais com a Ética que deve orientar a deontologia profissional. Não aprecio o estilo de AJJ, mas, caramba, foi demais! E o pior é que o maior inimigo da Liberdade de Expressão foi o Sócrates e só raros o combateram comme il faut, muitos eram uns totais lambe-botas!
Enquanto a Honra for para muita gente uma marca de roupa é no que dá!

Liceu Aristotélico disse...

Precisa mas é de ser desmontada, ou, se calhar, demolida à antiga portuguesa.

Miguel Bruno Duarte

JMV disse...

Portanto, da «(...) legião infinda de probos cidadãos que servem com abnegação o "ideário republicano" (...)», entre os quais «(...) Dias Loureiro, Duarte Lima, Jardim Gonçalves, Oliveira Costa, Miguel Cadilhe, Armando Vara, o sucateiro Manuel Godinho, Valentim Loureiro (...)», não consta o comunista madeirense que por lá anda há quase 34 anos?

Maria disse...

Pois é, não se fartaram de dizer mal de AJJ e agora que o seu partido obteve a maioria absoluta já começaram com o maior descaramento do mundo (não têm emenda) a repetir à exaustão que o PSD obteve a maioria... mas foi a 'mais baixa' de sempre!

A vergonhosa campanha feita contra AJJ (mais do que contra o PSD-Madeira, é a prova provada de que têm uma inveja desmedida e um ódio de morte que não os larga um só momento e indisfarçável daquele que fez do Arquipélago da Madeira a região mais desenvolvida de Portugal. E o mais importante, ódio àquele que é, dentre este bando de traidores que destruiu o nosso país, o mais patriota de todos eles. Tanto quanto o foi, por exemplo, Sá Carneiro - de quem eles se livraram tão depressa quanto lhes foi possível. Aos patriotas têm um ódio de morte. É este facto primordial que consome dia após dia e não deixa dormir em paz aqueles que se tornaram nos maiores traidores deste infeliz país.

Obs.: Estranho, ou talvez não, o próprio CDS ter feito uma campanha muito agressiva e muito feia contra AJJ... Calcula-se porquê, oh se se calcula.
Maria

Maria disse...

Mais um pormenor que não acrescentei há bocado e que ontem escrevi, mas cujo comentário 'desapareceu' como é norma nestes casos...

E sobre a governação dos Açores, ninguém fala? E os Açores têm ou não um enorme buraco nas contas públicas?...
Pois é, o presidente César já anunciou com a antecedência conveniente que não se recandidata ao cargo... como convém e percebe-se porquê. E também se percebe porque razão os partidos (todos) não abrem o bico em relação às contas dos Açores... Claro que é só o Alberto João Jardim que é o grande 'vigarista' que 'escondeu' o buraco nas contas do arquipélago e é só ele que é um 'ditador', os outros governantes, o dos Açores incluído, são todos íntegros e honestíssimos..., então não são!?

O que a malfadada esquerda em bloco, quer, é tomar conta da governação na Madeira para fazer aos muitos milhões que lhe são atribuídos por direito próprio, o mesmo que fez aos biliões dos portugueses no Continente: desviá-los em seu benefício e proveito, deixando o país na bancarrota em que se encontra.

E como diz e bem AJJ, no Continente não há um buraco no orçamento mas sim uma cratera..., disto a esquerda malfazeja pronuncia-se cada vez menos e entrementes vai-nos distraíndo cada vez mais lançando atoardas contra AJJ's, o PSD-Madeira e outros assuntos de somenos, para puderem continuar impunes perante os graves crimes cometidos ao longo de décadas na desgovernação do país. Pois pudera!
Eles sabem-na toda.
Maria

Isabel Metello disse...

Maria, fantástico, tocou nos pontos nevrálgicos com uma elevação exemplar! Abraço, fico tão feliz quando vejo que ainda há pessoas Honradas que sabem avaliar as situações com base em Princípios! Um abraço amigo

Maria disse...

Leia-se "... poderem..." e não "puderem", como é óbvio.
Maria

João Pedro disse...

Caro Miguel, acha que a comunicação social na Madeira também é isenta? É que há mesmo alguns títulos que não chegam a ser vendidos lá, ao passo que outros são directamente financiados pelo governo regional, além de que os jornalistas nem sempre podem cuprir o seu trabalho. No "continente" não fazem seguramente pior do que o "patriota" (no entender da comentadora Maria, como se os apaniguados do "patriota" não fizessem da região uma coutada pessoal e o buraco orçamental não constituísse ele próprio um imenso desvio de dinheiros). E não, não é um mero problema de "estilo".

Maria disse...

Obrigada Isabel pelas suas palavras reconfortantes. Igualmente a felicito pelos seus comentários com cujo conteúdo estou normalmente d'acordo.

E deixe-me acrescentar só isto (para quem pensa que na minha opinião AJJ está isento de defeitos...): tal como a Isabel, eu não gosto do seu estilo discursivo truculento. Este é um defeito e certamente terá muitos outros. Mas possui duas enormes qualidades que, para um português de lei, superam e fazem esquecer todos os seus defeitos por muito grandes que estes possam ser.

A primeira: é um patriota acima de qualquer suspeita, justamente o completo oposto de toda esta malta brava traidora que destruiu o país e continua impunemente a fazê-lo ao que resta dele, vai para quatro décadas.
A segunda: atendendo às suas próprias palavras e eu quero acreditar que as profere com rigor e verdade, não admitir maçonarias de que espécie forem no seu Arquipélago e denunciá-las sempre que tal se justifica. Maçonarias estas que estão por detrás de tudo o que de pior - política, económica e socialmente - tem vindo a acontecer em Portugal, na Europa e no Mundo. E isto não é desde ontem, é desde há muitas décadas. Ou mais correctamente, centúrias.

Se mais não fora, estas duas virtudes supremas que um português que o seja de corpo e alma tem obrigatòriamente de possuir, chegavam e sobejavam para admirar e aplaudir de pé e com ambas as mãos qualquer político que fosse, independentemente de todos os seus defeitos. AJJ é claramente o caso.
Maria

Obs.: Os jornais da Madeira são controlados por AJJ? E os do Continente, pràticamente todos, com poucas e honrosíssimas excepções, são controlados por que partido?...
E acham que os madeirenses são palermas e 'tapadinhos' de todo? É o que parece querer chamar-lhes a esquerda em bloco, já que os eleitores madeirenses, sabendo isso como sabem de cor e salteado, curiosamente continuam a votar maciçamente no PSD e em AJJ... Será que têm medo de levar tau-tau de AJJ se não derem o seu voto ao PSD?
E esta, hem?! (parafraseando F. Pessa, por vir mesmo a talhe de foice).