04 setembro 2011

Mama-san virtuosa

O secretário-geral do PC fez hoje um estridente discurso eriçado de patriotismo, lembrando que a soberania e independência nacionais constituem os valores mais importantes da comunidade feita Estado e Nação. Convém lembrar que um partido que serviu até às fezes a União Soviética, traiu os mais elementares preceitos do patriotismo, desmantelou o Estado, corroeu as forças armadas - quando as havia - lançou a universidade na lama, destruiu o amor-próprio dos portugueses não tem, não pode ter, qualquer palavra a dizer sobre a liberdade, a independência e a soberania. Talvez, como a velha mama-san retirada, lhe tenham subido as virtudes e se transforme agora em santarrona das boas causas. É preciso não ter vergonha ou, por outras palavras, VÁ-SE DESPIR !

Sem comentários: