29 julho 2011

Estado de graça para sair do "lamaçal"




Contente ficaria se os nossos (in)distintos políticos recolhessem ao mosteiro por três meses e fizessem um bom Vipassanā. Os thais fazem-no com frequência. Na passada semana (foto), os quadros mais altos da hierarquia militar deram entrada na vida monástica após cerimónia de tonsura no Templo de Mármore, em Banguecoque. Ao longo dos próximos meses não comerão carne, alimentar-se-ão duas vezes por dia e farão exercícios espirituais de meditação, oração e penitência. Se a nossa tropa, mais deputados e gestores recorressem a tal terapia de desintoxicação, estou certo que dali sairia gente mais lavada. A sociedade portuguesa está saturada de repentes, palavrões, impaciência, frustrações, invejas e futilidades. Ouvir o silêncio da respiração, não pensar e, sobretudo, não falar são regras de ouro para a retoma do equilíbrio perdido. Façam Vipassaná !

1 comentário:

Nuno Castelo-Branco disse...

Na Tailândia bem precisam de uma acalmia. A "burra" vai ser nomeada 1º Ministro e decerto precisarão dos militares dentro de um ano.