30 junho 2011

O Oriente na Biblioteca Nacional


Pedro Dias acaba de ser nomeado Director-Geral da Biblioteca Nacional de Portugal. Boa notícia para a instituição, tratando-se de homem de cultura e distinto académico; melhores notícias ainda para quantos, aficionados pelas coisas do Oriente português, vêem chegar a esse lugar estratégico uma grande autoridade científica com vasta obra publicada sobre o património artístico e monumental português ultramarino.

2 comentários:

O Gajo Tá Vivo Mas Nã Se Meche disse...

não podia ter ficado só como director?

ficava mais barato...já há tantos directores gerais

e a cultura tem tantas formas

e espero que este não mande faxer opções por pergaminhos e 1ªs edições a desfazer-se para enriquecer a Biblioteca Nacional

porque tirando leiloeiras diversas e alguns alfarrabistas que lá puseram os livros

não sei o que é que a biblioteca nacional ganha em comprar por 6 ou 7 contos obras autografadas da zélia gattai e do seu marido

quando andam tantos autógrafos iguais pelo chão da feira da ladra

se conseguir emagrecer essa instituição que só em energia gasta mais do que muitas vilórias além tejane's

O Gajo Tá Vivo Mas Nã Se Meche disse...

Uw B.N. is opgeslagen en wordt pró B.P.N

só custa um pouco menos