08 abril 2011

Memórias do século passado: socialismo à la Prussiene

4 comentários:

Tiago Couto disse...

Queres ter mais visitas no teu blog? Queres torna-lo ainda mais conhecido? Então o que esperas? Gasta 1 minuto do teu tempo e arrisca-te a ganhar uma semana de promoção do teu blog!

Visita http://palavrasdechocolate.blogspot.com/2011/04/luis-o-senhor-dos-narizes.html e participa no concurso lançado vais ver que não te vais arrepender!

NanBanJin disse...

Nestas coisas, o bloco vermelho era exímio, não haja dúvida. Era aquilo para que tinham mais jeito.

Mais ano menos ano, quando a RPDC for pelo ralo abaixo com os seus Queridos Líderes, tudo isto não será mais que recordações de um tempo absurdo cujas únicas boas memórias nos remetem para estas festividades do 'proletariado operário'.

Os chineses não têm gosto nenhum. Uma tristeza. Até nisso decepcionam.


Um Abraço,
Luís Afonso

Nuno Castelo-Branco disse...

Apenas umas notas. Não gostei dos horrorosos e rasquíssimos prédios do "realismo socialista" berlinense, bem visíveis em alguns momentos da parada. Não gostei do macaquear dos russos, quando se vê um carro descapotável com um fulano em continência. Não gostei das variações da "Internacional", bem perceptíveis na marcha que a fanfarra toca. Com tantas marchas prussianas, o som é uma porcaria. A RDA era mesmo terra ocupada. Eu estive lá e vi isso mesmo.

Combustões disse...

Claro, mas há quem diga o mesmo da RFA, que tinha acampados em permanência e pagos com o $ dos alemães 300.000 soldados americanos, canadianos, franceses e britânicos e um regime ao qual chamavam "regime católico-americano".