10 fevereiro 2011

Urdidura com cauda entalada na porta

A credibilidade da CNN anda de rastos. Passou o fim da tarde, veio a noitinha, a noite estabeleceu-se e ao longo das horas, sem descanso, com uma excitação quebrando a mais elementar decência e os mínimos de imparcialidade e deontologia profissionais, os Blitzer's, os Wedeman's, os Pleitgan's, ( + Bitterman's, Goodman's, Barbaras Starr's e tantas outras Ruth e Esther's) mais os pequenos cérebros da vulgarização uniformizadora como Zakarias fizeram crer que Mubarak estava nas vascas, que sairia hoje. Já não se coíbem no seu parcialismo, no facciosismo mais rasteiro e tropeçam no delírio do mais chão profetismo. Que poder é este que quer mudar pela intriga, pela intoxicação e pela "mediatização" os dados da realidade ? Quem anda tão fremente a semear a contra-informação à escala global ? Quem paga, quer quer lançar o Egipto no caos e tirar dividendos da desgraça de uma nação ? Que misteriosa urdidura é esta que há trinta anos depôs o Xá e agora quer vibrar o mais profundo golpe no maior Estado árabe do planeta ? Haverá bruxas ?
Tenho para mim que o maior prejudicado com estas cabalas é o Estado de Israel e que estará a decorrer uma furiosa luta de bastidores entre a gente da Wall Street e o governo de Telaviv.

3 comentários:

Klatuu o embuçado disse...

Não é o maior estado árabe do planeta: Arábia Saudita, Sudão (mais do dobro do território), Líbia, etc são muito maiores...

Nuno Castelo-Branco disse...

Pelos vistos, 7000 anos de experiência sempre servem para alguma coisa....

José Moura Pereira disse...

Visto do lado da Têxtil, não há urdiduras misteriosas; misteriosos poderão ser os tecidos que o tecelão pretende. Ao urdidor diz-se o suficiente para que execute teia capaz, e é bom que se lhe pague a gosto pois com má urdissagem não haverá tecelão competente. A teia remetida nos liços e no pente, com a ponta inicial sempre entalada no órgão e a outra entalada no rolo do tecido, está pronta a ser tecida. Aos primeiros fios de trama logo se vê o que sai. Isto só para dizer que com teias urdidas na praça não se conte com seda fina...