26 janeiro 2011

The Portuguese-Siamese Treaty of 1820


Chegaram-me ontem às mãos os primeiros exemplares de um pequeno trabalho de minha autoria que se publica por ocasião do início formal das comemorações dos 500 anos de relações entre Portugal e a Tailândia, efeméride que ao longo do ano será lembrada em Lisboa e Banguecoque pelos governos dos dois países. Publicado pelo Instituto do Oriente do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, exibindo a chancela do Ministério dos Negócios Estrangeiros/Missão Comemorações Ásia, conta com introdução do Professor António Vasconcelos de Saldanha, o mais respeitado dos académicos portugueses em estudos sobre as relações luso-asiáticas no período contemporâneo.

Não quero fazer de juiz em causa própria. A outros caberá ler e criticar a perspectiva oferecida, mas penso que este livro abre uma frente "revisionista" na abordagem do lugar pioneiro de Portugal na implantação do modelo de negociação e redacção de tratados com potências do Sudeste-Asiático.

Dizia há tempos o Primeiro-Ministro que a cada português cabe, neste momento grave, arregaçar mangas e fazer o que puder pelo país. Ora, como funcionário do Estado, limitei-me a cumprir o meu dever. A este livro, outro - volumoso e exaustivo - se seguirá, talvez ainda no decurso do ano que corre. Tratará das relações luso-tailandesas entre 1782 e 1939 e terá por título The Portuguese-Siamese Relations in Rattanakosin Period, produto da investigação de três anos que realizei em Banguecoque com bolsa em boa hora concedida pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Na capa que ofereço à vossa apreciação, uma bela ilustração miniatural de autoria do meu irmão Nuno. Todo este trabalho correu sem honorários para qualquer dos intervenientes, provando que as pessoas também agem motivadas pelo interesse nacional quando se lhes incute a defesa das nossas coisas, do nosso nome e do nosso orgulho. Publicado em inglês, servirá para esclarecer e revelar aos investigadores e interessados a riqueza do manancial documental português sobre a Ásia, contribuindo para acabar de vez com a invisibilidade de Portugal nesta área de estudos.

16 comentários:

NanBanJin disse...

Uma vez mais os meus sinceros Parabéns!

Sem quaisquer objecções à preferência pelo lançamento desta 1ª edição em língua Inglesa — eu próprio, confesso, nos tempos que correm, dou por mim, e por motivos vários, a ler muito mais obras em inglês que na nossa Língua Mãe —, ouso, ainda assim, perguntar se haverá futura edição em bom Português.

Assim espero tê-la em mãos.

Forte Abraço!

Luís Afonso, NBJ, Japão

Felipe de Araujo Ribeiro disse...

Espero poder comentá-lo em breve :)

Parabéns pela publicaçao e por continuar a remar contra a maré, a favor de Portugal!

Paul disse...

Toutes mes félicitations. La présentation de l'ouvrage a été annoncée à Bangkok par la Siam Society…

Klatuu o embuçado disse...

Conte já com um exemplar vendido. Este fim de semana estarei em Lisboa e não deixarei de procurar a obra nas livrarias.

Abraços e boa fortuna para a obra!

Je maintiendrai disse...

Parabéns! Não estou tão longe de Bangkok que não possa lá dar um salto a dar-lhe um abraço. Quando é a sessão referida no comentário acima?

M Isabel G disse...

Esperamos pelo lançamento;)
Saudades

Isabel Metello disse...

Muitos parabéns, Miguel! Que seja um sucesso! Os seus textos no blog revelam uma Integridade Invulgar.
Um abraço amigo

Samuel de Paiva Pires disse...

Parabéns pelo livro, caro Miguel! Um abraço

BOS disse...

Parabéns, Miguel! É de certeza um trabalho meritório.

ze disse...

Parabéns! E como Português muito obrigado pelo relevante serviço prestado à nossa vetusta pátria.

PEDRO QUARTIN GRAÇA disse...

PARABENS MIGUEL. UM ABRAÇO

Bic Laranja disse...

Uma auspiciosa notícia. Duas, com o tomo de peso que anuncia para breve. Os meus parabéns!

Gi disse...

Parabéns, Miguel, espero encontrar o livro por aqui.

Carlos Velasco disse...

Caro Miguel,

Bravo!

Um abraço.

Pedro Leite Ribeiro disse...

Muitos parabéns e obrigado por nos dar esta oportunidade de conhecermos melhor a nossa Pátria!

Ralf disse...

Miguel, peço desde já a reserva de cada livro para mim. Obrigado Ralf