23 dezembro 2010

Grandioso e mandarínico


Hoje cruzei-me por duas vezes com este vulto. Conheci-lhe um familiar, sobrinho heptaneto que me falou da paixão com que se dedica à localização das cartas e percursos deste homem de excepção que conheceu meio mundo. Depois, pelo jantar, ouvi um amigo discorrer sobre Xie Vulu, aliás Zeng Dezhao - nada mais que um português nascido em Nisa chamado Álvaro Semedo. Uma lição magistral que fez companhia de luxo à sopa Tom Yam Kung.
À venda na Sotheby's de Nova Iorque o retrato do jesuíta que por duas vezes foi Vice-Provincial da Missão da China, testemunha ocular da Restauração em Lisboa e, depois, da queda da dinastia Ming no Império do Meio. Pintura de Mazimo Stazione. Preço: 80.000-120.000 USD. Quem quer comprar ?

6 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Miguel, se fosse para comprar um Mercedes de último modelo, lá se arranjavam uns tostões do orçamento. Para um quadro destes, para quê? Sabes como é...

Isabel Metello disse...

Um Natal muito Feliz, Miguel e Nuno, enquanto a obsessão pela matéria cegar existências dâmaso salcedianas, o programa manter-se-à...um abraço

impensado/vsc disse...

Há uns tempos, quando foi da venda de algumas telas da colecção Champalimaud pensei que seria bom fazer-se umas subscrição para que os quadros por aqui ficassem. O mesmo, penso, que devia ter sido feito quando herdeiros da Viúva d'El-Rei D. Manuel II puseram (legitimamente) à venda objectos a Família Real Portuguesa.
Que tal - mesmo nestes tempos de penúria - começar a pensar-se em criar um fundo para compra no estrangeiros de peças de interesse nacional e de peças em território nacional em perigo de serem adquiridas e saírem do país?

NanBanJin disse...

Um FELIZ NATAL Caro Miguel, com muita Saúde e Alegria.


A respeito do retrato que dá o mote a este artigo:
é mesmo como o Nuno diz — para estas coisas nunca há verba disponível... —, mas, por outro lado, se por surpresa natalícia viesse a público que o quadro havia mesmo sido arrematado, pelo justo preço, por parte do Estado Português, tratavam logo de se insurgir as "vozes indignadas" do costume — "Ah pois agora é para retratos de padres que vão os NOSSOS impostos, e tal..." e demais costumeiras mesquinhices (parece que já estou a ler as caixas de comentários de uns quantos blogues e PÚBLICO online...)

Grande Abraço,
BOAS FESTAS,

Luís Afonso, NBJ, Japão

Maria disse...

Festas Felizes e Próspero Ano Novo para o Miguel, para o seu irmão Nuno e para toda a restante Família.

E que 2011 nos traga políticos incorruptíveis e patriotas, que este infeliz País bem precisa.
Maria

Nuno Castelo-Branco disse...

Aqui, invadindo o blogue do meu irmão, agradeço a todos a lembrança. Tristes dias, estes.