25 junho 2010

Chegou a nau do torna-viagem

De mão amiga da comunidade católica de Santa Cruz de Banguecoque, chegou a nau torna-viagem com fotos das celebrações do Dia de Portugal no reino do Sião, com participação em força dos luso-descendentes - agora com direito a um Grupo de Danças Tradicionais Portuguesas, ensaiado pela nossa Embaixatriz Maria da Piedade Faria e Maya - e de centenas de participantes, onde pontificou a segunda figura do Estado, o presidente do Parlamento tailandês.

No ano que precede as celebrações do V Centenário da chegada dos Portugueses ao Sião, o Navio Escola Sagres - com visita prevista para a primeira quinzena de Outubro do corrente ano -, foi a atracção. Um lindíssimo centro de mesa em cristalino gelo esculpido por um chef tailandês, foi mote para a generalidade das conversas para esta antiquíssima e sempre evocada aliança e permanentemente renovada pelo sangue dos mais de dez mil luso-descendentes que habitam os bairros católicos da capital. Como aqui não se diz mal de Portugal e porque existe um Portugal muitíssimo maior que a conta corrente de desgraças debitadas no derrotismo de café, e porque Portugal é mais uma ideia que um mero bilhete de identidade de ocasião, estes actos de afirmação patriótica são a esperança da perenidade do nosso país no mundo.

2 comentários:

NanBanJin disse...

Viva PORTUGAL! Viva a TAILÂNDIA!

NBJ

MIGUEL disse...

Que bom vossê andar por aí Miguel.
Somos muitos, mais talvez de que pensa, no porão do nosso barco a esperar...