08 maio 2010

Quando voltará a Grécia a boas mãos ?

Afastado por uma camarilha de coronéis torcionários, que implantaram a república através de referendo que foi uma enorme chapelada, impedido de regressar ao seu país pelas máfias oligárquicas dos Karamanlis e dos Papandreos, o Rei Constantino é hoje o último dos gregos merecedor de confiança. Pede-se o seu regresso; ou seja, o regresso da Grécia à decência. Se for necessária uma revolução popular e democrática, que venha, pois será bem vinda para limpar os estábulos de Áugias que tresandam a décadas intermináveis de plutocracia desmiolada e cleptocrática.

Sem comentários: