30 abril 2010

Ódio à cultura à solta em Banguecoque

Por onde passam os vermelhos, destruição e ódio quimicamente puro. Fotos do Monumento à Democracia que dispensam qualquer comentário. O que esperava os tailandeses se caissem sob o jugo de tal gente.

1 comentário:

Nuno Castelo-Branco disse...

Quando chegámos a Portugal em 1974, vimos todas as estátuas de Lisboa assim, vandalizadas. E a coisa durou anos!

Quanto ao que aí se tem passado, parece que as coisas vão lentamente acalmando. Ainda bem.