30 abril 2010

O indizível: métodos polpotianos. Depredar hospitais

Aconteceu esta madrugada. Um bando de caceteiros irrompeu pelo Hospital Chulalongkorn, situado nas imediações do acampamento vermelho, forçou a entrada e procedeu à localização de supostos militares escondidos nos corredores da cave. Fuga precipitada de doentes, enfermeiros e médicos, gente transportada em maca, pacientes recém operados e outros entubados revistados nos seus leitos. Uma vergonha que mereceu já uma intervenção do primeiro-ministro, que considera este o acto supremo de indignidade que atesta a perigosidade, a total ausência de escrúpulos e a marginalidade dos grupos que instigam ou executam tais práticas. Sim tirar, uma prática Khmér Vermelha.

Sem comentários: