09 abril 2010

Patuscada de salsichinhas do Issan e náam plá


Dez mandados de captura emitidos contra a liderança vermelha, silenciamento das rádios e canal de televisão pró-Thaksin que emitiam apelos à desobediência e ao derrube do Estado de Direito, confiscação de toneladas de propaganda subversiva; eis dados relevantes que confirmam o lento apagar da segunda fracassada intentona vermelha de assalto ao poder.

O palácio real não emitiu uma só nota, o que significa que tudo está sob controlo e que o triunfo do governo monárquico e da democracia é um dado adquirido. Nesta sexta-feira, tudo indica que os comunistas tentarão desesperadamente retomar a iniciativa, mas como me disse uma das empregadas da lavandaria do prédio, "agora só lhes falta ir incomodar os animais do jardim zoológico ou os peixes do oceanário". O riso é, decididamente, a melhor das armas contra aqueles que só reclamam a democracia quando os outros a eles se submetem. A aventura tem custado a Thaksin 500.000 Euro por dia. Antes empregasse o dinheiro em actos de caridade. Quanto ao exército, consumiu até ao momento zero munições e zero granadas lacrimogéneas, sem dúvida um grande sucesso.
O movimento vermelho parece ser adepto entusiasta das soluções ambientalistas: é biodegradável, desaparece por si ! Só me ocorre o velho Marx: "a história repete-se, a primeira vez como tragédia e a segunda como comédia". O general Prem, presidente do Conselho Privado do Rei e garante da acção moderadora da Coroa, deve estar a rebolar-se de riso. Enfim, há que festejar o songkran. Bom ano novo [tailandês] para todos.

3 comentários:

Marcia disse...

Bom Ano Novo,que reine a PAZ!!

José Manuel disse...

Um governo que saiu dum golpe de estado militar e que agora manda "Dez mandados de captura emitidos contra a liderança vermelha, silenciamento das rádios e canal de televisão pró-Thaksin que emitiam apelos à desobediência e ao derrube do Estado de Direito, confiscação de toneladas de propaganda subversiva". Vê-se mesmo que na Tailândia reina a Liberdade e a Democracia.

Nuno Castelo-Branco disse...

Deve estar a confundir as coisas. O actual governo é produto de uma maioria parlamentar que saiu das eleições, após o curto período em que a Junta assumiu o poder. É uma coligação de partidos que no parla
Experimente o José Manuel organizar uma manif à porta da RTP, ataque a policia e logo verá se não lhe passam um mandado de captura. Isto, se não tiver sido atacado à bala, como aconteceu na Ponte em 1995. É a democracia...mento estão em maioria. Teoricamente, no nosso país, o PSD, CDS, PC e BE, poderiam formar um governo, se conseguissem chegar a um acordo.