26 abril 2010

Coitadinhos dos tailandeses


Li recentemente num jornal português que a história contemporânea da Tailândia é uma série infindável de golpes de Estado, atestando "atraso" da "ideia democrática" e a fragilidade da sociedade civil. Ornamentada com a exibição de tal ferida (18 golpes de Estado desde 1932), esqueceu-se a articulista de lembrar os ignorantes leitores que em Portugal, entre 1910 e 1975, tivemos dezoito golpes ou tentativas de golpe de Estado.

Lembramos: Golpe republicano (1910), Movimento das Espadas (1915), 14 de Maio (1915), Revolta de Sidónio Pais (1917), 28 de Maio (1926), Revolta Reviralhista (1927), Revolta Fracassada de 20 de Julho (1928), 17 de Junho (1930), Revolta da Madeira (1931), 26 de Agosto (1931), Golpe Nacional-Sindicalista (1935), Revolta dos Marinheiros (1936), Revolta de Beja (1961), Golpe Botelho Moniz (1962), Golpe das Caldas (1974), 25 de Abril (1975), 11 de Março (1975), 25 de Novembro (1975). Dezoito golpes na Tailândia, dezoito em Portugal. Em suma, à Tailândia não somos devedores de qualquer exemplo.

2 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Agora, devias colocar no fim do post: tomáramos nós termos um crescimento de mais de 5% ao ano e isto há que tempos!

João Pedro disse...

E pelo meio ainda houve episódios tenebrosos, como a Camioneta Fantasma.