30 março 2010

Voltar aos 10.000

10.000 era o meu número. Depois, sem a política de campanário, amansadas as fúrias caseiras, longe da vista e do coração tudo o que me impacientava, mudei o rumo desta tribuna. Não há futebol - goste dele quem gostar - mais nudezas, palavrotas e insultos. Ficou o Sudeste-Asiático, o meu horizonte de hoje. De início, foi o descalabro. Ninguém gosta de escrever para um auditório vazio. Foi um longo pedra a pedra. Alguém terá dito que lê este blogue como uma fuga diária, um escape, uma evasão exótica. Aceito, estas páginas serão para muitos uma versão adulta do Salgari, com rajás e sultões, piratas e heróis de ontem e hoje. Agora, sim, volto ao meu Combustões como era, com 10.000 leitores mensais. Obrigado pelo interesse.

6 comentários:

Nuno Barata disse...

E sempre com este teu leitor assiduo aqui no meio do Atlãntico entre os novo e velho mundos.

NanBanJin disse...

Os meus sinceros Parabéns.

"Combustões" é sem dúvida uma grande referência hoje, para tantos de nós que o lêmos ávida e diariamente.

A força do número reclamado é inteiramente merecida.
10.000 poderá para muitos não ser um número por aí além, mas para todos aqueles que encontram neste espaço um lugar de aprendizagem diária, de reflexão e de encontro de ideias, um lugar que vela pela nossa lucidez individual e colectiva, algo que vai muito além do mero cardápio de "fait-divers" a que tantos blogues se confinaram, o número em causa, a nós diz muito, mesmo muito!

É com redobrado interesse que continuarei a ler as "COMBUSTÕES".

Um Grande Bem-Haja, Miguel.

NBJ, Japão

AMCD disse...

Parabéns! Continue.

Ana Cristina disse...

Parabéns, querido Amigo! Não que julgasse ter o Combustões decrescido em leitores, pois manteve sempre o mesmo tom palpitante de erudição e humor em justas doses. Esta agenda é indispensável para a sobrevivência...e então aqui.
Abraços,
AC Duarte Ferreira

JNAS disse...

Sou leitor diário, a partir daqui do meio do Atlântico e da minha ilha de São Miguel, tão longe do Reino Thai. O Combustões é um prazer diário que não dispenso. Votos de longa e próspera vida.
JNAS

inoqual disse...

Obrigado e que nos continue a dar este pedaço de luz diário.
Abraço