15 março 2010

"Rádio Moscovo não diz a verdade"

Abhisit

Neste fim de semana, a internacional da desinformação andou a fazer horas extraordinárias. Estou em casa a trabalhar sobre a montanha de fotocópias e notas para o meu livro, são três da manhã e o telefone não pára. São amigos e familiares ansiosos por saber as novas da Tailândia. Uns perguntam se as ruas ainda são seguras, se os milhares de vermelhos já tomaram a sede do governo, se o primeiro-ministro já resignou, se a monarquia vai cair e quando regressa Thaksin ao país.

O Ocidente, que perdeu o sentido do ridículo na exacta proporção do esvaziamento do poder e influência nos negócios desta região, confabula, sonha, delira e transforma-se em vítima das suas fantasias. Thaksin gastou muito dinheiro em trazer a Bangkok 40.000 excursionistas, pois que na capital o seu apoio parece quase não existir, mas muito dinheiro mais terá dispendido para promover a campanha de desinformação mediática responsável pela leva de telefonemas que aqui recebo.

Estejam descansados. É só fumaça, ou antes, "rádio Moscovo não diz a verdade". O Primeiro-Ministro tailandês Abhisit Vejajiva, no seu inglês oxfordiano, acaba de resumir numa frase a loucura mitomaníaca que vai pela cabeça dos fabricantes de notciários ocidentais: "must be an extemporaneous first of April" (dia das mentiras antecipado).


เพลงภูมิแผ่นดินนวมินทร์มหาราชา

3 comentários:

MFerrer disse...

Toda esta estória que tão bem documenta, tem pouco de inocente.
Reflete, isso sim, uma ideia subliminar que perspassa nas cabeças dos escribas de serviço e que se compraz em "descobrir" desgraças externa e, se possível, longínquas e folclóricas... Não passa de outra manisfestação de uma superioridade euro-centrista que por estar um bocado estafada seria melhor não saísse à rua...
Cumps.

Gi disse...

Pois, aqui o Expresso falava em 100,000 manifestantes...

Nuno Castelo-Branco disse...

Uns dias após o 1º de Dezembro, o conde-duque de Olivares acercou-se de S.M. Filipe IV e disse:
- "Vossa majestade acaba de obter um grande ducado,muitas terras e rendas!"

-"Como assim?"

- "O duque de Bragança perdeu a cabeça e fez-se rei de Portugal"...

- "Pois há que dar-lhe remédio"...

Moral da história: há que adoptar medidas que esvaziem a demagogia e no caso tailandês, os mesmos de sempre estão a jogar nitidamente a cartada de um previsível fim de reinado. Rama IX é idoso e encontra-se de pouca saúde. Tudo pode acontecer.