21 março 2010

Ouvir a voz da serenidade



Clareza, moderação, confiança, disponibilidade para dialogar, estas as marcas constantes de Abhisit Vejajiva, o primeiro-ministro que não caiu na tentação de lançar a polícia sobre os Vermelhos. É por todos partilhada a opinião que é um homem educado, inteligente, bem intencionado e de uma probidade que contrasta com parte apreciável da classe política tailandesa. Entrevista concedida hoje de madrugada.

3 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Sinceramente, gostei da entrevista. Pesa bem aquilo que diz, não cai na tentação de responder brutalmente na rua. Desta forma, esvazia o discurso agressivo dos camisas "vermelhas" de Thaksin que pelo que se vê, não lhe chega nem aos calcanhares. Oxalá Abhisit seja o homem exacto para a reforma do que interessa.
Quanto a tudo o que os brancos daí e da Europa possam dizer, só são minimamente credíveis se pelo menos souberem falar tailandês. Caso contrário, trata-se de mercenarismo on the rocks. Como sempre.

Maria disse...

Interessante entrevista e sobretudo inteligente. Boas perguntas e melhores respostas. Foi um prazer segui-la do princípio ao fim.
Maria

Paulo Selão disse...

Abhisit tem um ar sereno jovial e veste-se de foram impecável. Uma imagem fortíssima e um discurso igualmente sereno. Deve ser por todos estes perdicatos que pela TV ninguém conhece o PM tailandês porque pura e simplesmente não passaram imagens dele. E lá se vai o contraditório...