29 novembro 2009

Suficiência económica ou "não há cartões de crédito" para idas ao Brasil e ao cabeleireiro


A teoria da suficiência económica não colide com o capitalismo, a liberdade dos agentes económicos e espontaneidade do mercado, mas funda-se no princípio da sustentabilidade, da moderação e do aforro, com clara recusa do endividamento, do consumismo e esbanjamento. Não produzir mais do que se consome, não consumir mais do que se produz, não gastar mais do que se tem, não devastar a natureza e garantir a renovação dos recursos. Não há mágica alguma que consiga substituir o trabalho e o capital. A riqueza funda-se na propriedade, na iniciativa de empresários e esforço dos trabalhadores. A actividade bancária e dos agentes financeiros deve ser inibida de financiar o consumo daqueles que não o podem suster. O mito do crescimento económico associado ao endividamento e ao consumo deve ser substituído por uma cultura capitalista centrada no investimento físico (fábricas, explorações agrícolas, escolas, bibliotecas, transportes) e no capital humano. Os partidários do vodoo plutocrático são os maiores inimigos da riqueza das sociedades, pelo que cabe denunciar e impedir aqueles que espalham o mal. São estes os fundamentos da teoria económica do Rei da Tailândia e do tão atacado PAD, Aliança Popular para a Democracia, o mais infatigável inimigo do chamado Thaksinomics.
Uma excelente proposta para os portugueses.




NAKPENDIN = Terra Forte (marcha patriótica thai, c.1950)

2 comentários:

Isabel Metello disse...

Na mouche! Estão todos a precisar de uma ponte aérea e do que se passou depois nos lares de quem retornou e recemoeçou do 0 ...Botton (2005)afirma que, quando havia muita abundância no Egipto, o faraó mandava passar uma liteira com um morto como moderador da arrgância humana...Eu acho que esta crise tem o efeito dessa liteira...Abç

Nuno Castelo-Branco disse...

Gostei dessa da liteira faraónica. Um dia destes, ainda veremos um carro da presidência que pelas ruas de Lisboa passeará uma data de moribundos, de "várias tendências".