05 agosto 2009

Amoralidade, relações internacionais e Photoshop

As relações Estado-a-Estado não se devem subordinar a preconceitos de natureza política, ideológica ou religiosa. Nestas, deve prevalecer o interesse recíproco. É a velha Real Politik, a mesma que juntou Luís XIV e os Príncipes Protestantes, Napoleão e Alexandre I, Hitler e Molotov, Churchill e Estaline, Nixon e Mao, Willy Brandt e Ceausescu. Contudo, há limites que só a coerência pode aconselhar.

A visita de Clinton-marido a Kim Jong Il aparenta uma sensacional viragem de rumo da política dos EUA. O "Eixo de Mal", a cruzada pela democracia global e a intransigente como inegociável luta contra o totalitarismo acabou. Resta agora saber se os EUA, tão insondáveis como trapalhões no tratamento dispensado a aliados, não terão trocado o velho aliado sul-coreano - agora demasiado forte; logo, perigoso concorrente - pelo ubuesco regime de Pyongyang.

O que mais estranho em tudo isto é a transfiguração de Kim Jong Il. Há dias, era um cadáver ambulante marcado pela doença terminal. Diziam os arúspices de Washington que o regime estava nas vascas da agonia. Ontem, o tirano apareceu com menos 20 anos, cútis resplandecente, cara redonda como um Mooncake, sorriso de orelha a orelha. Afinal, resta saber se o miraculoso Photoshop foi aplicado antes ou depois da missão Clinton. A eterna fantasia adolescente em que vivem os americanos é coisa que mete medo. Uma super-potência com tal comportamento errático não dissuade os inimigos mas afasta, decididamente, os aliados. Ainda veremos Raul Castro em Washington. Disso estou tão certo que já nem faço profecia.


PDRK

5 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Bah... há 50 anos trocaram-nos pelo Samora, Neto e Cabral. Do que estavas à espera? Enquanto agasalhavam o Trotsky no melhor hotel de Nova Iorque - a expensas do departamento de Estado -, tudo faziam para denegrir Nicolau II, cujos exércitos salvaram os Aliados em 1914 e 1916. Bestas...

Levy disse...

Em Israel já há quem chame"Ossama" a Obama. Apesar de continuar a não colher muitas simpatias dos palestinianos, lentamente começa a colher as antipatias dos israelitas. Aquele que é o seu mais fiável aliado na região, está ser trocado pelos pouco recomendáveis líderes palestinianos, tudo em nome das boas relações com o "mundo islâmico".
Vamos cá estar todos para ver o lindo resultado disto.
Abraço

Carlos Velasco disse...

Bom, a lista casamentos desfeitos e infidelidades do tio Sam é mais extensa que a de qualquer actor de Hollywood. Não ficaria surpreso que a infeliz Coreia do Sul sofresse o destino da bela Formosa.
O que mais me revolta é a cara de pau, como se diz na minha terrinha, do Bill Clinton e do Al Gore, os senhores que deram um reactor nuclear ao eterno adolescente rebelde Kim Jong Il com ajuda da ABB, em se fazerem de criaturas angelicais interessadas no bem estar das pobres moças.
Sair nesse tipo de fotografias dá nóbeis e outros prêmios.

P.S: Caro Nuno, meti algumas informações interessantes num blogue que comecei recentemente. Penso que o senhor poderá se interessar. Não desejo fazer propaganda barata, mas não tenho como escrever o tipo de dados que tento divulgar em poucas linhas.
http://www.ogladio.blogspot.com/
Se desejar apagar o "P.S", ficarei agradecido.

Lura do Grilo disse...

Uma ofensa aos milhões sujeitos à mais infame escravatura, fome e miséria.

Carlos Velasco disse...

Caro Miguel,

Só queria me desculpar pelo lapso de o ter chamado pelo nome do seu irmão, do qual também sou leitor há um bom tempo. A idade já me está a afectar.

Cumprimentos,

Carlos Velasco