16 maio 2009

O verdadeiro Fulgêncio Baptista

Filho de pobres camponeses, operário e líder sindical, obreiro de reformas e edificador do Estado Social, foi apoiado por comunistas até aos derradeiros dias do seu regime autoritário e paternalista. Nunca foi aliado servil dos americanos e foi sempre voz sonante na América Latina na acusação dos desmandos das oligarquias terranentes apoiadas pela United Fruit. Ao abandonar o poder, quando os guerrilheiros castristas apoiados pela Sala Oval se aproximavam de Havana, deixava a Cuba impressionate legado que a colocava na terceira posição entre os países mais ricos do hemisfério ocidental. Sei que a esquerda portuguesa, tão iletrada como a direita, disto não quer saber, pois prefere uma boa mentira à serenidade do estudo.

Sem comentários: