11 abril 2009

O prodígio de Banguecoque

Não é um cão: é um bezerro de 50 quilos, nova atracção para turistas e locais desde que um canal da tv japonesa com ele deu, deitado como sempre em frente do centro comercial perto de minha casa. Desde então, é uma procissão diária de bípedes implumes que a seus pés se ajoelham para lhe mendigarem uma foto. É o cão-bezerro do MBK. Passa meio dia a comer e outro meio a tirar fotografias. Presumo que os novos guias turísticos de Banguecoque o passem a apresentar como destino incontornável.


Ben Selvin Orch - Have You Forgotten Waikiki 1930

3 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Mas o bicho pertence a quem? Ao Mabookrong? Como?

Combustões disse...

O cão foi adoptado pelas pessoas. Não pertence a ninguém e é de toda a gente.

Nuno Castelo-Branco disse...

É lindo. Bem merecia um dono.