16 abril 2009

A melhor prenda que podia receber


"Vale a pena começar por contar esta história rápida: há dois anos, mais ou menos, convidei para vir aqui à Antena 1 conversar comigo, sobre blogues e sobre a vida, Miguel Castelo Branco, autor de um dos blogues que sigo com regularidade, o Combustões. Cidadão do mundo, ele escreve sobre todo o tipo de temas, o que fez com que não me apercebesse do óbvio. Mas o óbvio veio na resposta ao meu convite: que sim, que tinha muito gosto em vir à Antena, mas tinha um pequenino problema. É que vivia na Tailândia, em Banguecoque...
Pois é evidente que me lembrei logo de Miguel Castelo Branco nestes dias de brasa que se têm vivo naquelas paragens. E o que vos posso dizer é que temos ali, no blog Combustões, um verdadeiro diário da crise, bem escrito, explicado e mesmo fotografado."
(...) "O resto, desafio os ouvintes a irem ler ao blog Combustões – ali está o jornalismo do futuro, feito por quem tem dois olhos e vê, e sabe usar a cabeça para mais do que segurar um chapéu. Eu é que tiro o chapéu ao Miguel Castelo Branco, que dá abadas diárias às matérias dos jornais....".

Há coisas que nos enchem de orgulho; outras que nos desabam em cima com o tremendo peso da responsabilidade. Hoje sinto-me orgulhoso e angustiado por receber do Pedro Rolo Duarte tamanho elogio. Pedro, há uma pequenina correcção: eu sou Miguel, e não Manuel. Aliás, há um segundo reparo: o jornalismo do futuro será infelizmente mais pobre, pois é para o corta-cola do correctês que se caminha. Um abraço, penhorado e admirado.

Para ouvir o Pedro, consultar a versão mp3 do JANELA INDISCRETA: a reportagem jornalística também na blogoesfera nacional.


Lale Anderson - Einmal Noch Nach Bombay

5 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Como a mãe costuma dizer: ...Viste?!

Luis disse...

O Pedro limitou-se a fazer-lhe justiça. Pena é que o Miguel se limite ao que se passa na Tailandia e não escreva artigos de fundo sobre outros temas de interesse internacional. Sou viciado na revista Newsweek, que até há pouco recebia semanalmente mas que, por ora, não posso receber e garanto a todos os leitores do seu blog que gosto tanto de ler o que o Miguel escreve como gosto dos melhores artigos produzidos por aquela revista. Desejo-lhe sinceramente as maiores felicidades.

Nuno Caldeira da Silva disse...

Parabéns Miguel ou Manuel. Nem sempre concordamos, o que é bom mas isso não tira nenhum do enorme mérito dos teus escritos e de toda a obra. Para além disso a "concorrência", como diria um nosso "grande amigo", só faz bem. Um abraço

M Isabel G disse...

Um elogio desses vindo do Pedro Rolo Duarte é obra!!!
Sempre achei que o Pedro não anda embalado na linha do correctês.
Sou amiga do Miguel há alguns anos e foi isso que sempre lhe admirei: ser um espírito livre, culto, inteligente e informado. Talvez por isso, com tantos anti-corpos :)
Foi um texto que o Miguel merece, sim senhores!

adsensum disse...

Merecidíssimo.