31 janeiro 2009

Almoço azul e branco


Amanhã, 1 de Fevereiro, pelas 13.00 horas, almoço de monárquicos no restaurante/cervejaria Trindade, ao Chiado, Lisboa. Lá estarão os amigos e leitores dos Carvalhos do Paraíso, do Estado Sentido e de Combustões. Não podendo estar presente - pois vivo na Ásia - não posso deixar de apelar aos amigos desta tribuna para que participem. A situação do país parece abeirar-se de momentos de grande turbulência, pelo que seremos chamados, uma vez mais, a terçar convicções por Portugal. A defesa da pátria exige dos monárquicos lucidez e responsabilidade, coerência e abertura aos dados do tempo presente. Não o fazer, permitindo que outros o façam, é demissão que não toleramos nem compagina com o nosso carácter . Tenho recebido, ao longo das últimas semanas, muitas mensagens de estímulo. Quase inacessível ao chamamento da actividade política, pois sou arredio a toda e qualquer forma de grupismo, não posso deixar de registar tantas e tão expressivas manifestações de amizade. O tempo dir-nos-á quando e de que forma poderemos oferecer os nossos pobres predicados à defesa de Portugal e da sua liberdade.


Elgar: Pomp and Circumstance March nº 4 em G Major

1 comentário:

Margarida Pereira disse...

Amar Portugal é uma virtude.
Amar a verdade e a honra.
Respeitar a História, honrar os bravos, proteger os desvalidos.
Amanhã não estaremos na Trindade por razões de distância, mas estaremos lá sim, de uma outra forma.
Abraço a todos.