03 dezembro 2008

O dia do Pai


Passada a tempestade, as ruas de Banguecoque enchem-se de equipas de trabalhadores que erigem um pouco por toda a cidade altares votivos ao seu Rei. Aqui, o Dia do Pai é o do aniversário do monarca, como o Dia da Mãe o do aniversário da Rainha. Hoje assisti a coisa incrível. Em plena rua, na praça da zona comercial em que vivo, jovens de camisola vermelha davam os últimos retoques numa grande fotografia do Rei, ornamentada com flores amarelas. A seu lado, trabalhava uma equipa vestindo de amarelo. Falavam despreocupados uns com os outros, gargalhavam e uma rapariga de amarelo dava a mão ao seu namorado integralmente trajado de vermelho. Culpo-me por ser metediço e, quantas vezes, fotografar sem autorização as pessoas. Perante tal cena, não tive coragem de os fotografar. O sentimento monárquico é coisa grande, forte e entranhada nesta gente. É o país dos contos de fadas ? Não, é a Tailândia.

Sem comentários: