13 novembro 2008

Traços portugueses

Em plena rua, uma vendedora de Santa Cruz - bairro católico de Banguecoque - oferece-nos os gostos da pátria distante. Não deixei de lhe comprar duas embalagens para oferecer aos meus colegas de turma de escrita thai. Um deles, japonês, disse-me que no Japão também os têm. Portugal, aqui, é um presente ausente: está em todo lado, subtil mas vivo.

Sem comentários: