11 outubro 2008

O Rot Fai Fá e beleza canónica thai





O Rot Fai Fá - Metro de superfície - é um espectáculo de cor e agressividade comercial. Os tailandeses não se pautam, obviamente, pela gramática das cores que rege os ocidentais, abominam o branco e o negro - cores fúnebres - e são entusiastas da profusão ornamental, do multicolor e da figura humana. Desprezando o não-figurativo, que tomam como elemento decorativo próprio de padrões para panos, concentram todo o génio artístico na idealização da beleza física. Nesta terra, ser-se feio é uma danação, pelo que homens, mulheres e crianças dedicam fatia apreciável do tempo de lazer na satisfação dos caprichos do ego. Unhas, cabelo, pele - quanto mais branca, mais elevado o status do portador - mais combinação de roupas, do cinto à fivela do sapato, mais maquilhagem - sim, os homens também se pintam, embora mais discretamente que as mulheres - dentes polidos e rebrilhantes, andar de maneira suphab (educada), falar baixo e pausadamente, deixar um rasto de loção e perfumes fazem o thai saaht (limpo). O capitalismo e a luta pelo mercado acertaram, naturalmente, com a natureza sibarítica deste povo, concentrando baterias na comida e na beleza. O Metro de Superfície de Banguecoque é um mostruário do espírito thai. Aqui não há lugar para lágrimas, queixumes e cinzas. Tudo brilha e tudo é eternamente jovem.


ทึ่งจริงๆ

Sem comentários: