17 março 2008

Na baixa da megalópole, um jardim




Aqui pairo sobre a cidade a perder de vista. No 23º andar da torre babélica, ouvindo falar chinês à esquerda e thai à direita, mais o vizinho de cima, saudoso de França, repetindo os mesmos velhos êxitos de Piaf, Brigitte Fontaine e Gainsbourg. Em pleno verão tropical, o calor aperta e procuro refúgio na piscina, tendo por companhia velhos deuses indianos, agora vivendo em templo budista. Depois, no pequeno pavilhão em teca, deixo-me mergulhar na leitura. Nunca pensei que pudesse largar a Europa por tanto e tão pouco.

Petula Clark: Downtown

Sem comentários: