04 novembro 2007

Não sei porquê...


...mas em trinta e cinco dias de Ásia só me senti chocado com a visão de um alemão, ébrio como uma cervejaria ambulante, urinando em plena rua; com um bando de miudoscos árabes, barulhentos e agressivos, exibindo todos os artefactos da sub-cultura da Harlem, pontapeando as portas do Metro e com um casaleco português,que em pleno centro comercial dirigia à impávida e submissa vendedora todo o arsenal de impropérios, chocarreirices e grosserias em que somos exímios. Aqui evito contactos com europeus, as mais das vezes impelidos pelas pulsões mais reles ou por esse sentimento compensatório que transforma os paladinos setentrionais dos direitos do homem, da democracia e dos "direitos" em feras prepotentes logo que abandonam as fronteiras da "civilização". Decididamente, estou em plena mudança de pele. Talvez amanhã acorde com o cabelo negro e com os olhos em bico. Salvo seja !

Sem comentários: