17 maio 2007

Uma diva árabe



Oum Kalthoum : Raq el Habib (servidão amorosa),1941
Nacionalista fervorosa, nasserista empedernida, propagandista e emissária diplomática, actriz e cantora com ascendente sobre milhões de admiradores, Khalthoum morreu há 32 anos. Descobri-a tardiamente, em casa de amigos árabes, quando vivi em Paris. Kalthoum, mau grado as facetas menos risonhas, foi [e continua a ser] o símbolo da modernidade árabe, da emancipação feminina e do triunfo do talento.

Sem comentários: