31 janeiro 2007

99 anos sobre o crime do Terreiro do Paço (6)


Executor-chefe do crime: Manuel Buíça (1876-1908)

Professor do Colégio Moderno, filho do pároco de Vinhais Abílio Buíça e Maria Barroso, fora um estudante medíocre e evidenciara, desde jovem, forte desequilíbrio temperamental, apenas aplacado pelo cognac. Amigo de Aquilino, que fora testemunha do registo da sua filha Elvira, frequeentador assíduo do café Gelo - ponto de encontro de republicanos e carbonários - Buíça era um daqueles espalha brasas da micro-burguesia bombista que enchia as fileiras revolucionárias, longe dos "senhores políticos", mas por estes manipulada. Os senhores doutores nunca mancham as mãos manicuradas com o sangue dos inimigos.

Sem comentários: