02 dezembro 2006

Espalhar mentiras e justificar o terrorismo



A peça merece honras pelo tom verdadeiramente criminoso com que insulta aquele mínimo de decência e amor à verdade sem os quais se torna impossível o normal e saudável confronto de ideias. Apologia da violência de uma minoria eleitoralmente insignificante, apologia do terrorismo e da legitimidade da força - desde que utilizada pelos bons - inverdade nos factos, eis um exemplo flagrante da menoridade cívica a que o republicanismo reduziu esta nação. Isto dura há quase um século.

Sem comentários: