29 novembro 2006

Morrer em beleza: plácido suicídio

Passaram 15 meses desde que iniciei esta andatura. O hobby dá gozo mas exige compenetração, ponderação e cuidados, pois serve-se todos os dias à mais diversificada clientela, que deve ser poupada e respeitada. Talvez este relatório de contas - que faço mensalmente - seja o último de Combustões. Sou assim, penso durante meses antes de agir, mas quando me decido só raramente volto atrás. Folheando as semanas e meses precedentes, abrindo e relendo outros blogues aqui sempre presentes, gabados e divulgados, creio ter atingido a fase útil de vida. Não me quero reformar. Prefiro cortar as veias, com a gravitas dos velhos romanos, e escoar sorridente. Talvez, ante o plácido suicídio, resolva mudar o tom do blogue, circunscrevendo-o a matérias menos opinativas. A ver vamos o que o futuro dirá.

Sem comentários: