03 outubro 2006

Viva a lei da oferta e da procura

São muitos os "blogadores" que se queixam da falta de público para as suas récitas, pontapeando o mundo, insultando os poucos leitores que lhes batem à porta com lamentações e acenos de segredos que jamais revelam. Estão para a "blogosfera" como os micro-partidos prenhes de ideologia, propostas e vontade de protagonismo. Contudo, se deles nos abeirarmos, verificamos nada ali haver para além de bagatelas, coisas sem importância alguma, pisadas e repisadas, tão próximas do "está um belo dia", "hoje está a chover", "ontem fez frio". Nisto, como em tudo, há uma fronteira: o que tem qualidade fica, o que não tem, desaparece. É a lei do mercado.

Sem comentários: