03 agosto 2006

A Ucrânia teve medo do futuro

Os neo-comunistas pró-russos voltaram ao poder na Ucrânia. O fenómeno da involução está a dar-se um pouco por toda a parte no Leste. Populações submetidas durante décadas a uma terapia alienante - impossibilitadas de querer, ter e fazer, transformadas em bocas alimentadas pelo Estado, mãos em concha vivendo da anormalidade da "economia planificada" - entraram em choque quando lhes foi restituída a cidadania. O regresso a esquemas proteccionistas, o desejo de ter outros a pensar e agir por si, a segurança de se ser governado por emissários de Moscovo a troco de gás natural barato; em suma, a abdicação da Liberdade é coisa não rara em povos cuja história se confunde com o autoritarismo. A Ucrânia teve medo do futuro, teve medo da Europa, teve medo da iniciativa individual. Quando a soberania é usurpada, quando se perde a genética da liberdade, só com dificuldade se pode fazer um senhor a partir de um escravo.

Sem comentários: