14 julho 2006

A mudança de pele vai durar 20 anos

Dizem os entendidos em macroeconomia que Portugal vai passar por um longo processo de mudança e adaptação que se arrastará por vinte longos e penosos anos. Não compreendo. Não tiramos qualquer vantagem por sermos o mais pobre entre os ricos, nem qualquer proveito em sermos o mais rico entre entre os pobres. A Corei do Sul era, em 1954, um país rural, paupérrimo, recém-descolonizado, sem quadros técnicos nem grandes recursos naturais. Em vinte anos fez-se uma potência económica. A Irlanda, eterna produtora de fomes bíblicas e emigrantes, transformou-se numa nação rica em menos de 10 anos. Nós, eternos chorões, pedimos quinze anos. Espero que ao chegarmos aos vinte anos, não tenhamos de passar outros vinte a readaptar ao novo ciclo tecnológico que se iniciará com o fim do ouro negro. Chegar tarde e a más horas, de lágrimas nos olhos, parece ser a fatalidade portuguesa.

Sem comentários: