01 maio 2006

A terceira Guerra do Ultramar


Três vítimas mortais por dia: esmagadas, atropeladas, trucidadas em 25 anos de carnificina. Um silêncio cúmplice, um moralismo hipócrita, recoberto pelo lucro dos concessionários da venda de automóveis, mais os gasolineiros, as seguradoras e as empresas majestáticas que exploram a quadrícula das estradas que esventrou a paisagem e ajudou à invasão económica espanhola. As 30.000 vítimas mortais e os 90.000 mutilados correspondem aos acidentes da Carreira da Índia, a toda a História Trágico-Marítima. Ninguém ousa contrariar o fluxo imparável. A cada português um carro: por outras palavras, para cada português um caixão de lata.

Sem comentários: