04 abril 2006

O impronunciável


Só agora me dei conta que os respeitadores da vontade do povo se recusam tratar o Presidente da República pelas funções que ocupa. Aliás, não lhe fazem qualquer referência, sob pena de terem de preceder o nome do proscrito por duas palavras de forte impregnação, uma deferente, outra mágica: "Senhor Presidente". Grandes safados, estes obedientes servos da vontade popular !

Sem comentários: